Posts com Tag ‘odio religioso’

“Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.” Mat 5.11

Muitos dos que “saíram da Obra”, negando as heresias doutrinárias e o governo totalitário da Igreja Maranata, estão hoje, nos quatro cantos do Brasil, quiçá do mundo, pregando em favor da divulgação do verdadeiro Evangelho de Cristo aos ainda subjugados e oprimidos membros da referida Denominação. Afinal, eles sofreram com o escravismo e as heresias, acordaram do sono, reconheceram os erros, pelo Espírito, agora, divulgam a Verdade aos “servos da Obra”.

Por causa dessa intrepidez evangélica, seguindo a comissão de Cristo, estão tais irmãos, há certo tempo, sofrendo pesadas perseguições por belicosos “xiitas” do ídolo “Obra”, seja por calúnias, difamações, injúrias em seminários e reuniões, seja até mesmo por atos piores. Leiam e entenderão que a motivação dos adeptos da “Obra” não passa, na verdade, daquela mesma obstinação do Sinédrio dos judeus contra a subversão causada por Jesus no sistema religioso da época.

DOWNLOAD DO ARTIGO

“Aguçaram as línguas como a serpente; o veneno das víboras está debaixo de seus lábios. (Selá)” Sal 140:3

O comportamento nada cristão dos fundamentalistas da Igreja Maranata em rotular as pessoas com trocadilhos sarcásticos, irônicos e debochados é extremamente comum. Atualmente a moda é rotular certas pessoas de serpentes da internet. Serpentes só porque negam a autoridade espiritual da liderança da “Obra” e, uma vez fora do sistema ditatorial, passam a divulgar as contradições da “doutrina revelada”, a fim de libertar irmãos do obscurantismo e escravismo religioso, para que, assim, possam conhecer a realidade do Evangelho do Reino.

Mas, a propósito, quem estaria fazendo o serviço de serpente, serviço esse que encanta o povo de Deus a inclinarem para a mentira, para a distorção da fé, para um evangelho errático, cheio de aberrações e deformações doutrinárias? Seriam os irmãos que procuram sempre, honestamente, se fundamentarem e se justificarem nas Sagradas Escrituras ou aqueles que, desesperadamente, atiram acusações generalizadas e falácias baseadas em revelagens e profetadas a fim de pôr medo nas pessoas e desacreditar os opositores? Intrigante. Leiam para vosso esclarecimento.

DOWNLOAD DO ARTIGO

“Coisa espantosa e horrenda anda se fazendo na terra. Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja; mas que fareis ao fim disto?Jer 5.30-31

O que leva uma Instituição religiosa se concentrar incisiva e obstinadamente contra um mero site de relacionamento social, o Orkut? O que leva uma liderança, movida por um ódio incontido, baixar circulares difamando, desconstruindo as imagens dos usuários do Orkut?  O que leva membros da Maranata a trocar e-mails entre si, afirmando que o site Orkut e até o próprio Google são personificações do diabo na internet? Não é intrigante o fato de que mesmo havendo o My Space, o Facebook, o Twitter, o Largevia (do inglês: “via ampla”, de autoria de um pastor da Maranata de Boston), enfim, todos esses sites de relacionamentos sociais, o Orkut é o único a ser expressamente proibido ou, no mínimo, reprovado pelos líderes e membros apaixonados pela “Obra”? Não seria incoerente? Seria devido ao fato de que no Orkut é onde reside a comunidade “Já Fui Um Maranata”, composta os mais diversos tipos de ex-membros que um dia libertaram de tal sistema religioso, no qual eles relatam seus testemunhos, experiências, decepções e todo erro desse grupo religioso?   

 Portanto, o presente artigo consiste em divulgar o motivo pelo qual fez a Maranata concentrar suas energias contra o Orkut, bem como, relatará, em miúdos, todos os ocorridos que levaram a fundação da comunidade “Já Fui Um Maranata”, desde o famigerado episódio ocorrido no maanaim de Brasília, quando três pastores pregaram aos jovens contra a idolatria à Instituição, a até os trâmites que se deram na pela liderança quando a referida comunidade começou a se propagar em números e boa fama a favor do Evangelho, divulgando toda a verdade da Maranata. Um artigo de suma importância ao leitor que desconhece esses fatos, acobertados dos membros, e que agora poderão perceber mais ainda em que local eles se encontram. Que o Senhor lhes esclareça!

DOWNLOAD DO ARTIGO