Posts com Tag ‘doutrina’

 As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.” Deu 29:29

Uma prática que chama a atenção de um cristão cauteloso quando chega à Maranata é ênfase que seus pregadores dão à palavra “revelação”. Há uma exagerada ênfase a tal palavra, a ponto de constatar que tudo que não seja “revelado” é considerado o mais puro joio. Mas o que seria, na prática, essa tal da “revelação” tanto enfatizada na Maranata? É sabido que a Maranata possui uma queda pela Teologia Alegórica das Sagradas Escrituras. E, em decorrência disso, ensina-se que existe uma forma especial de ler e pregar o conteúdo da Bíblia, essa prática seria alcançada somente por “revelação”, e essa forma teria um nome “A Palavra Revelada”.

  Um texto que fará o leitor a ver a Maranata de uma perspectiva mais transparente, de modo que entender o porquê de ela focar tanto suas pregações e aulas no Velho Testamento; e, por conseqüência, ignorar, quase que por completo os ensinos e fundamentos das cartas apostólicas. Será que, apesar de tal prática ter ares de espiritual, seria, na realidade, uma prática fundamental e honestamente bíblica? Será que realmente o Senhor Deus deseja que suas Sagradas Escrituras sejam objeto dessas práticas, de buscar significados além da letra?

 DOWNLOAD DO ARTIGO

“Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.” Mat 5.11

Muitos dos que “saíram da Obra”, negando as heresias doutrinárias e o governo totalitário da Igreja Maranata, estão hoje, nos quatro cantos do Brasil, quiçá do mundo, pregando em favor da divulgação do verdadeiro Evangelho de Cristo aos ainda subjugados e oprimidos membros da referida Denominação. Afinal, eles sofreram com o escravismo e as heresias, acordaram do sono, reconheceram os erros, pelo Espírito, agora, divulgam a Verdade aos “servos da Obra”.

Por causa dessa intrepidez evangélica, seguindo a comissão de Cristo, estão tais irmãos, há certo tempo, sofrendo pesadas perseguições por belicosos “xiitas” do ídolo “Obra”, seja por calúnias, difamações, injúrias em seminários e reuniões, seja até mesmo por atos piores. Leiam e entenderão que a motivação dos adeptos da “Obra” não passa, na verdade, daquela mesma obstinação do Sinédrio dos judeus contra a subversão causada por Jesus no sistema religioso da época.

DOWNLOAD DO ARTIGO

“Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à rainha dos céus, e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira.Jer 7.18

Este trabalho foi elaborado com o fim de demonstrar as incríveis similaridades entre as doutrinas e ações dessas duas Instituições. O leitor que crê inocentemente que congrega numa Instituição Religiosa dita apontada por Deus como “a preferida” ou, como queiram, a “Obra Revelada”, ficará surpreso com tamanha proximidade ideológica da Maranata com a Igreja Católica Apostólica Romana.  Igreja Católica que é taxada pelos ensinos da Maranata como a “Grande Prostituta”.

As explanações do referido texto é mais uma prova cabal que a Maranata não passa, verdadeiramente, de mais uma mera Instituição Religiosa entre tantas que arroga para si a posição de “exclusiva”, que, por isso, vai de encontro à simplicidade e valores do Evangelho do Reino de Deus. Pela verdade que Cristo nos concedeu, meditemos sobriamente, e saibamos ser sinceros com nós mesmos e com o Senhor.

DOWNLOAD DO ARTIGO

“Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz o bem é de Deus; mas quem faz o mal não tem visto a Deus.” 3 Jo 9

Fala-se muito em “Síndrome da Queda” como um mal que atinge algumas ovelhas da Maranata, não por elas não estarem vivendo o Evangelho de Cristo, mas essencialmente por estarem constrangidas e desconfortáveis com o legalismo e autoritarismo dos “Diótrefes” que dominam suas vidas como verdadeiros donos de sua liberdade.

Uma possessão que beira a desumanidade e indignidade, angustiando-as, oprimindo-as, sufocando-as, de uma maneira tal que esses “Diótrefes” podem manejá-las para lá e para cá de acordo com os interesses que satisfazem a sua Instituição religiosa. Controlando desde atividades estudantis, profissionais a até sentimentais e familiares, sobretudo dos jovens que não gozam da presença dos pais na igreja, que acabam sendo arregimentados por esses homens embriagados pela primazia. Uma dominação anticristã que não converge às ovelhas ao bem da retidão em Cristo, mas aos interesses do sistema sectário. Para esclarecimento da cristandade nos corações dos leitores.

DOWNLOAD DO ARTIGO